? ºC Teresina - PI

Museu do Tito

16/09/2013 01:27

Museu do Tito: Guardião da história e cultura de nosso povo

Estando em Castelo do Piauí, não deixe de visitar e conhecer o rico e vasto acervo do Museu do Tito, que, diga-se de passagem, é um dos maiores do Brasil. Se fôssemos enumerar as tantas coisas que vimos em uma rápida visita ao local, não caberia nesta narrativa. Porém, sabendo da importância que o lugar tem para a história de nossa região, o PortalCDP trará na sua nova coluna Museu do Tito, novidades do acervo do museu, pois encontramos ali as verdadeiras raízes da cultura castelense e nordestina.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)O Museu do Tito está atualmente na Av. Antonino Freire, próximo ao cruzamento com a Rua Coelho Neto, em Castelo do Piauí
No Museu do Tito encontra-se uma rara e rica coleção de material lítico, as machadinhas de índios, também conhecidas popularmente por pedra de corisco, instrumentos cortantes utilizados nas suas atividades diárias, além das bestas, arcos de madeira usados para caçar animais.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Utensílios indígenas
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Equipamentos de caça
Há no local muitas informações sobre história geral, colonização brasileira e principalmente a piauiense. Para nossa surpresa, nos deparamos com uma peça da época dos bandeirantes que adentraram sertão a dentro para desbravar novas terras e que, sem dúvida, também passaram por essas bandas.

Vale relatar os muitos utensílios das fazendas antigas da região circunvizinha de Castelo. Para citar um exemplo, vimos muitos potes e telhas antigas, além de arreios de animais vindos da famosa Serra Negra, do temido e destemido Luís Carlos Pereira de Abreu Barcelar “Coronel Luís Carlos”, uma das pessoas mais perversas que se tem notícia da época da escravatura na Província do Piauí.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Telhas enormes utilizadas nas construções de antigas fazendas
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Antigos potes de argila
Para não deixar de mencionar, vimos algumas rochas, como arenitos, que pelo trabalho da erosão ficaram com formas bastante interessantes. Os cristais de quartzo hialino, conhecidos como cristais de rocha, abundantes na região.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Cristais de rocha
Uma biblioteca com um número muito grande de livros das mais diversas áreas (medicina, direito, geografia, geologia, arqueologia e tantos outros), e uns que nos chamou atenção como o que fala da história do início da construção do trecho da linha férrea de Oiticica (antiga área de litígio entre o Piauí e o Ceará) e um do Padre Cláudio de Melo sobre os índios dessa região.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Biblioteca com raridades
Vale lembrar que o senhor Francisco Nilo Cardoso Filho, o “Seu Tito“, faz incursões ao interior de nosso município coletando informações e recebendo doações de peças e mantém o Museu sem nenhum incentivo, seja de governo federal, estadual ou municipal.
Imagem: PortalCDP / Augusto Júnior(Imagem:CDP | Anderson Lima)Augusto Júnior (esq.), que assina as matérias deste blog, ao lado do Seu Tito

Texto: Augusto Júnior


Professor anderson logo png
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo