? ºC Teresina - PI

Estado

07/02/2017 16:33

Comando e MP conversam sobre Projeto Sensibilizar para Abordar

O Comandante Geral Coronel Carlos Augusto e o Subcomandante Geral Coronel Lindomar Castilho se reuniram na manhã de hoje com os representantes do Ministério Público  para conversar sobre o Projeto “Lei Maria da Penha: Sensibilizar para abordar”, que tem sido posto em prática desde o ano passado por meio de cursos de capacitação ministrados no Centro de Educação Profissional (CEP). 
O encontro, que contou a presença do promotor de justiça Francisco de Jesus Lima, da psicóloga Cinara Veras e da socióloga Élida Linhares, todos do Ministério Público, teve como objetivo mostrar os resultados do que foi realizado em 2016, designar o dia de entrega dos certificados aos policiais que já participaram da capacitação, além de definir a entrega de folders informativos com todos os órgãos de proteção que serão distribuídos aos batalhões policiais militares.
Projeto “Lei Maria da Penha: sensibilizar para abordar”
Segundo a Capitã Josilene, uma das colaboradoras do Projeto, ele se concretizou por meio de acordo de cooperação técnica entre a Polícia Militar do Piauí e o Ministério Público. “O foco é a melhor capacitação dos nossos policiais militares em relação à Lei Maria da Penha, considerando que o policial militar é o que tem o primeiro contato com a mulher que é vitima de violência doméstica. Então toda essa capacitação teve como objetivo estar atualizando os conhecimentos dos policiais e sensibilizando também no sentido de abordar essa mulher que é vítima de violência de uma forma mais adequada, mais humana, e dando os encaminhamentos necessários”, completou a Capitã.
maria da penha
O promotor de justiça Francisco de Jesus, que atua no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher em Teresina, ressalta que o trabalho é feito em equipe para atender a mulher vítima de violência e trazer a ela a resolução desse conflito, protegendo a família e aplicando a Lei Maria da Penha. “No ano passado, nós fizemos um trabalho com a Polícia Militar, desenvolvendo o projeto ‘Sensibilizar para Abordar’, em que, em nove turmas de policiais, nós trabalhamos a temática da violência contra a mulher, fazendo abordagem social, psicológica e jurídica e montando estratégias de enfrentar essa violência em conjunto”, disse. Para ele, não basta apenas discutir o tema, mas também criar estratégias de ação: “O ‘Sensibilizar para Abordar’ é um projeto que traz atitudes concretas de enfrentamento à violência contra a mulher, para que essa mulher, além de atendida pela Polícia Militar, ela também tenha uma orientação: qual a rede? Onde ela pode procurar? O que é o Ministério Público? O que é a delegacia? Onde ela pode encontrar o juiz? Onde ela pode encontrar a casa abrigo? Como é feito em caso de ele (o agressor) ser alcoólatra ou usuário de droga?” 
O calendário de atividades do projeto deverá ser retomado a partir de março deste ano, estendendo-se até a capacitação do efetivo operacional da PMPI. 
 

Professor anderson logo png
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo