? ºC Teresina - PI

Blog do Professor

02/04/2017 08:40

Educação e Direitos da Mulher são bandeiras defendidas pela vereadora Nina Silva

A história da vereadora Nina Silva se confunde com a própria história do Partido dos Trabalhadores de Castelo do Piauí. Nina é uma das fundadoras do partido e por duas vezes foi presidente do diretório municipal, mas sua história nas lutas sociais antecede o tempo da política partidária.

Nina Silva começou a militar no movimento estudantil na Escola Estadual Zacarias de Góes, o Liceu Piauiense, em Teresina e desde esse período tem se dedicado às causas sociais e políticas sempre visando a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Dentro da política partidária atuou de forma intensa na primeira campanha municipal do Partido dos Trabalhadores em Castelo do Piauí, momento em que o partido lançou o bancário Marcos Aurélio ao cargo de prefeito e teve o candidato a vereador Edmilson Abreu como um dos mais votados, porém como o partido saiu sozinho e com apenas dois candidatos a vereador, além de Edmilson, o estudante Jean Matos, o PT não atingiu o coeficiente para ter direito a uma vaga na Câmara de Vereadores da cidade.

Como militante partidária, a atual vereadora participou de várias campanhas a nível estadual e nacional, como a eleição histórica de Wellington Dias para o seu primeiro mandato em 2002, mesma campanha que conduziu o ex-presidente Lula ao cargo de presidente da república.

Na campanha pela eleição do presidente Lula ao lado do ex-secretário de saúde de Castelo do Piauí, Ernandes Lima

Na campanha de 2002 pela eleição do presidente Lula, no registro com o ex-secretário de saúde de Castelo do Piauí, Ernandes Lima

O desejo de atuar de forma mais eficiente na política através de um mandato popular vem de muito tempo. Sua primeira candidatura foi em 2004 em uma eleição que tinha Edmilson Abreu do seu partido como candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Cidoca Mineiro. Nessa eleição, o PT integrou uma coligação com O PDT, PMDB e PL e fracionou seus votos em quatro candidatos e mais uma vez, assim como em 2000, por uma estratégia errada, o partido não conseguiu eleger um vereador.

Em 2008 Nina não participa da disputa como candidata, mas ajuda seu partido a atingir 1.291 votos para vereador e eleger o primeiro parlamentar petista de Castelo do Piauí, o vereador Tomaz Almeida. Nessa eleição o candidato da oposição foi Edmilson Abreu que tinha como companheiro de chapa Dr. Jesus. Nesse pleito a oposição ficou bastante reduzida e a candidatura situacionista tinha o apoio de todos os vereadores eleitos na eleição anterior, além do apoio de oposicionistas históricos que resolvera apoiar o candidato vitorioso Vilmar Cardoso.

Registro da convenção de 2008 que homologou os nomes de Edmilson Abreu e Dr. Jesus como candidatos a prefeito e vice

Em 2012 mais uma vez Nina não se candidata, apoia o jovem Magno Soares que nessa eleição foi o vereador mais votado do grupo oposicionista que mais uma vez perdia a eleição majoritária com a chapa Edmilson Abreu como candidato a prefeito e Rossi Melo disputando o cargo de vice. Logo após a eleição, Edmilson Abreu e outros líderes oposicionistas como Rossi Melo e os vereadores Raimundinho Mineiro, Jadeilson e Reginaldo movem uma ação que resulta na cassação do prefeito Zé Maia que se manteve no cargo através de liminar até o final do mandato.

Na posse do então vereador Magno Soares, que quatro anos mais tarde veio se tornar prefeito de Castelo do Piauí

Em 2016 atendendo um pedido do partido para fortalecer a chapa proporcional e preencher as vagas destinadas a candidaturas de mulheres, Nina volta a disputar uma cadeira na câmara de vereadores de Castelo do Piauí, depois de 12 anos da sua primeira disputa. Nessa eleição a petista obteve 398 votos e ficou na segunda suplência, mas com a saída dos vereadores Raimundinho Mineiro e Jonas Soares que assumiram secretarias na gestão do prefeito Magno que conseguiu uma vitória histórica, a professora Nina tem a oportunidade de representar a população castelense no parlamento municipal.

Registro da convenção de 2016 que homologou os nomes de Magno e Daniel como prefeito e vice e da vereadora Nina

Nesse período como vereadora, Nina apresentou dois projetos, um para inclusão da disciplina de língua espanhola nas turmas do sexto ao nono ano nas escolas da rede municipal e outro para a criação do “Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres”.

Mesmo não tendo mandato, Nina contribuiu para o município do Castelo do Piauí como Diretora do Polo da UESPI em Castelo do Piauí, Chefe do IAPEP e Supervisora Municipal das Escolas Estaduais. Como educadora, Nina participou da Conferência Nacional da Educação - CONAE 2010 em Brasília. Nina também participou de outra conferência nacional, a Conferência das Mulheres, justamente no dia que a presidente Dilma foi afastada do poder em um processo de impeachment que para muitos foi um golpe contra a democracia brasileira.

Participação de Nina Silva na CONAE 2010 realizada em Brasília

A vereadora deverá pedir licença do cargo de legisladora que assumiu recentemente e retornará para a Secretaria Municipal de Governo e em seu lugar tomará posse Anderson Lima que também pedirá afastamento retornando para Secretaria de Turismo, Lazer e Juventude e no seu lugar assumirá o vereador Reginaldo que retornará para o convívio entre seus colegas vereadores, onde esteve atuando de 2013 até o final de 2017.

Vejam mais fotos de momentos da vereadora Nina na militância política e em defesa de melhorias para Castelo do Piauí


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo