? ºC Teresina - PI

Blog do Professor

08/02/2017 10:12

Governador deverá entregar Saúde para o PP de Ciro, mas a indicação será de Dias

Ao que tudo indica o PT irá mesmo perder o comando da Secretaria Estadual de Saúde, hoje comandada pelo ex-prefeito Francisco Costa, indicação do deputado federal Assis Carvalho. A mudança seria pra efetivar o casamento entre PP e PT para a eleição de 2018 que deverá ter Wellington Dias candidato à reeleição e Ciro Nogueira na disputa de uma das vagas do Senado, também na tentativa de renovar seu mandato.

O PT parece que não está satisfeito com a mudança, mas a presidente estadual do partido, Senadora Regina Sousa, preferiu adotar a lei do silêncio e só deve tecer algum comentário após a reunião da executiva marcada para próxima sexta-feira (10). O deputado federal Assis Carvalho declarou à imprensa no início da semana que achou no mínimo deselegante o fato do PP se antecipar aos fatos e divulgar a oferta do governador aos progressistas.

Mesmo a indicação sendo do PP que comanda o Ministério da Saúde em nível nacional, o acordo é para que o próprio governador escolha dentre os quadros partidários do partido de Ciro Nogueira, a pessoa que irá assumir a secretaria. Quanto a isso, Ciro Nogueira já sinalizou de forma positiva e não se incomoda com forma de indicação e disse que Wellington Dias está a vontade para escolher o representante do partido que substituirá Costa no comando de uma das secretarias mais importantes do estado. Um dos nomes do partido que tem todas as condições para a missão é do ex-prefeito Sílvio Mendes, que atualmente comanda a saúde do município de Teresina.

Outra mudança que incomoda o partido do governador Wellington Dias é a troca no comando da Unidade de Crédito Fundiário que deve ficar sob o comando do PTC do deputado estadual Evaldo Gomes. A vinda do PMDB também diminuirá os espaços do PT. O DER, atualmente sob o comando de José Dias, que é tio de Wellington, deverá ficar com os peemedebistas, além da Secretaria de Transportes.

Como tudo no PT é muito bem discutido, essa reunião de amanhã (10) deverá pegar fogo e o partido também deverá fazer suas imposições e uma das colocações é algo extremante constrangedor para o governador. O PT cede, mas quer o apoio de Dias para a reeleição de Regina Sousa e esse mesmo apoio já é solicitado pelo PSD que quer emplacar o deputado federal Júlio César nessa segunda vaga de senador. Além do PSD, outro partido também pleiteia esse apoio do governador, é o PDT que pretende indicar Flávio Nogueira para a disputa, embora o deputado Robert Rios, outra liderança trabalhista defenda o partido na oposição.

Mas como no Brasil o ano só começa depois do carnaval, Wellington Dias ainda tem tempo para acalmar os companheiros de partido e tentar agradar os que querem ampliar espaços e os que chegam pra somar.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo